Histórias de um Superconsumidor

Ilustradas com o Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2007) e principais dispositivos legais aplicáveis

 

 

Estamos comercializando o livro somente pelo MERCADO LIVRE (ML):

 

·       Compre o livro no ML pelo preço de R$ 40,00.

·       Você CALCULA E ESCOLHE O FRETE de acordo com as opções oferecidas pelo ML (quem controla isso é o ML).

·       Pagamento com cartão de crédito ou boleto bancário.

·       Clique no link abaixo e efetue a compra imediatamente:

·       https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1091150246-livro-historias-de-um-superconsumidor-marcos-dessaune-_JM

 

Mas:

 

·       Se você tiver dificuldade no ML, envie-nos um E-MAIL para livros@marcosdessaune.com.br manifestando seu interesse no livro.

·       Responderemos com as “orientações” de como comprar o livro diretamente do escritório do autor.

·       Pague o preço fixo de R$ 50,00 com a postagem inclusa para qualquer lugar do Brasil.

·       Pagamento somente por TED, DOC ou depósito.

·       Remessa do livro somente como “impresso registrado módico”.

·       Prazo de entrega dos Correios pode variar de 7 a 30 dias, dependendo do local de destino.

·       Não dispomos de informações e atualizações automatizadas. As respostas são manuais e podem demorar um pouco.

·       Não dispomos de atendimento presencial no escritório para venda de livros. Contatos somente por e-mail e entrega somente pelo correio.

·       Como o autor viaja muito, nem sempre conseguimos atender – prontamente – todas as solicitações de “dedicatória” no livro.

 

 

Breve descrição do livro:

 

Coletânea de 35 crônicas que, em linguagem coloquial, leve e divertida, relatam práticas comerciais desrespeitosas e ensinam o consumidor a fazer valer os seus direitos.

 

 

Sinopse do livro:

 

O despreparo, o descaso e por vezes a má-fé de muitos fornecedores submetem milhares de consumidores brasileiros, todos os dias, aos mais variados problemas de consumo – levando-os a perder tempo, a se desviar de suas atividades e a testar sua paciência; isso quando não lhes causam verdadeiros prejuízos materiais ou morais.

 

Neste livro, o incansável “superconsumidor” Marcos Dessaune vale-se da sua experiência em Administração e em Direito para narrar, com aguçado senso crítico e fina ironia, 35 problemas curiosos que vivenciou. De forma leve e didática, o autor aponta o enquadramento técnico e legal de cada caso, bem como revela ao leitor maneiras eficazes que desenvolveu, ao longo dos anos, para solucionar essas situações irritantes. Algumas delas, em definitivo.

 

No apêndice do livro, o leitor ainda é brindado com a primeira versão do Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2007), do mesmo autor, obra multidisciplinar – mundialmente pioneira – que ilustra e fundamenta as suas Histórias.

 

 

Características do livro:

 

·       Tipo: novo

·       Suporte/formato: somente físico/papel

·       Editora: Fundo de Cultura

·       Nº da edição: 1ª edição, 2ª tiragem

·       Lançamento: 2009

·       Assunto: Crônicas, atendimento ao consumidor, direito do consumidor

·       ISBN: 978-85-89792-21-9

·       Capa: brochura

·       Miolo: em papel off-white

·       Nº de páginas: 286

·       Formato: 16x23cm (Largura = 15,80cm / Altura = 22,90cm / Espessura = 1,70cm)

·       Peso: 440g (livro) + 26g (embalagem) = 466g

 

 

Sumário do livro:

 

Introdução

O “convite” do superintendente do banco: o primeiro caso marcante

O extravio da pedaleira do piano

A transferência de faculdade

A coordenadora presunçosa

As oscilações de energia elétrica

O check-in encerrado mais cedo

O remédio naturalmente estragado

Os salgadinhos escoltados

A negativa de cobertura do plano de saúde

O conserto do relógio suíço: exemplo de excelência no atendimento

A bebê silenciosa barrada na sala de concertos (pública)

O escarcéu descontrolado das crianças no avião (particular)

A compra da passagem pela internet

As caixas postais “gratuitas”

O troco no supermercado e na padaria

A notificação da gigante do cartum

O software sabidamente defeituoso

A montadora desinteressada e brigona

Os “pacotes” de fim de ano

O réveillon na pousada: exemplo de respeito ao consumidor

Os problemas de consumo do delegado e de sua escrivã

O não fornecimento da nota fiscal da geladeira

O despacho da bagagem frágil

A venda casada nas academias de ginástica

O “rodízio” japonês

O restaurante fechado: a incomum atitude do gerente

A retenção do histórico escolar

A mentira coletiva na vara judicial

O pequeno golpe no estacionamento

O atendimento intolerável da operadora de telefonia

As filas intermináveis no cartório

A peça de reposição inexistente da câmara

Os e-mails bloqueados pelo provedor

O autoritarismo na Capitania

Os documentos emitidos em papel termossensível

APÊNDICE

Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2007)

 

 

Press release:

 

Superconsumidor em ação

O especialista em atendimento e advogado Marcos Dessaune lança uma coletânea de crônicas sobre suas experiências como um consumidor consciente e exigente

 

No ano em que o Código de Defesa do Consumidor (CDC) completou a maioridade (2009), o advogado e especialista em qualidade de atendimento Marcos Dessaune, com formação nos Estados Unidos, União Européia e Brasil, lançou o livro Histórias de um Superconsumidor pela editora Fundo de Cultura. São 35 histórias que relatam, em sua maioria, práticas comerciais desrespeitosas e ensinam o consumidor a fazer valer os seus direitos. Afinal, quem nunca teve problemas ao reclamar de um produto ou serviço adquirido?

 

Ao tornar públicas tantas histórias, o autor democratiza o seu conhecimento e presta um importante serviço: ajudar na formação cidadã da sociedade que não conhece plenamente seus direitos de consumidor e não sabe como agir diante de uma violação deles. “Pela minha formação e prática profissional, creio estar ‘mais alerta’ para detectar falhas e abusos dos fornecedores em geral”, explica na introdução do livro.

 

A atuação do autor como um incansável “fiscal” da aplicação do CDC deu origem ao personagem Superconsumidor, que ganhou cores e contornos nos traços do cartunista Chico Caruso. Erroneamente interpretado em algumas ocasiões como “criador de caso”, Dessaune, ao conhecer os próprios direitos e exigi-los de maneira civilizada, mostra que a cidadania é construída pela “luta”, procurando conscientizar as empresas de que a lei deve ser cumprida e o respeito ao cliente, valorizado. É a lição das citações de juristas famosos como Gaius, Rudolf von Ihering, Rui Barbosa e João Baptista Herkenhoff, inseridas pontualmente no livro.

 

“Se eu simplesmente ‘relevar’ uma falha ou abuso de um fornecedor, ou apenas ‘deixar de ser cliente’ da empresa, ela não notará a minha falta como consumidor e, pior, muito provavelmente continuará a desrespeitar outras pessoas”, ressalta.

 

O leitor de Histórias de um Superconsumidor certamente irá se identificar com muitos casos descritos no livro. São histórias inusitadas e curiosas, a maioria vivenciada pelo próprio autor, nas quais Dessaune teve o cuidado de omitir o nome das empresas e de seus funcionários, das instituições públicas e de seus servidores. A linguagem coloquial facilita a compreensão e torna a leitura leve e, em muitos casos, divertida. Como na vez em que a mulher do autor, depois de receber seguidamente as tradicionais balinhas e chicletes para compensar a falta de troco na padaria, comprou os pães e pagou a conta “na mesma moeda”: com o monte de balas que ela havia juntado dos trocos anteriores. E, claro, não poderia faltar uma história sobre o péssimo atendimento do SAC de uma operadora de telefonia.

 

Cada história traz ainda, no final, os “principais dispositivos legais aplicáveis” (em tese), bem como os “dispositivos aplicáveis” do Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2007), obra multidisciplinar mundialmente pioneira desenvolvida pelo autor e publicada na íntegra, em caráter inédito, como apêndice do livro.

 

Mas, diferentemente do que se pode pensar, nem todos os casos precisam terminar em lentos e extenuantes processos judiciais. No livro, são apenas quatro as histórias em que o autor precisou tomar medidas mais extremas contra os maus fornecedores de produtos ou serviços. Na maioria deles, um simples e-mail, fax ou telefonema para um superior hierárquico da empresa (gerente, diretor ou até presidente) foi suficiente para sanar o problema. “A minha decisão de escrever este livro também foi para mostrar maneiras civilizadas, eficazes e educativas que encontrei para resolver os meus problemas de consumo – e outras situações afins – do dia-a-dia”, conta.

 

O autor também é justo com as empresas bem-intencionadas e respeitadoras que se esforçam em satisfazer o cliente. Ele ressalta em outras quatro histórias que atitudes que levam ao encantamento do consumidor são benéficas para ambos os lados: para o cidadão que se sente bem atendido e respeitado, e para a empresa que fideliza o cliente e cria uma boa imagem diante do seu público consumidor.

 

*    *    *