Biografia Longa  BIOGRAFIA DE MARCOS DESSAUNE
Capa do programa dos Concertos Internacionais Villa Riso, produzidos em 1996 por Marcos Dessaune com o patrocínio da IBM Brasil

Após dedicar mais de 10 anos da sua infância e juventude ao estudo da Música Clássica, MARCOS DESSAUNE iniciou sua vida profissional em 1986 como representante exclusivo e, mais tarde, diretor comercial no Brasil da fábrica dos sesquicentenários pianos austríacos Bösendorfer, marca de rica tradição, alta qualidade e alto preço que ele lançou no Brasil e aqui comercializou durante 14 anos, com êxitos reconhecidos até pela Embaixada e pelo Departamento de Comércio Exterior da Áustria.
Marcos Dessaune com Tom Jobim, em 1993, durante um ensaio no Rio de Janeiro

Naquela época, MARCOS DESSAUNE também atuou como empresário musical e produtor cultural internacional no eixo Rio de Janeiro-Viena. Realizou, entre outros, os Concertos Villa Riso - Série Internacional 1996 - patrocinados pela IBM Brasil e pela prefeitura do Rio de Janeiro -, do mesmo modo que trabalhou com artistas como Tom Jobim, Oscar Peterson, Boris Pergamenschikow, Pavel Gililov, Boris Berman, Leonard Hokanson, Alan Bennett, Jerzy Milewski, Aleida Schweitzer, Rudolf Buchbinder, Paul Badura-Skoda e Paula da Matta.
Capa do CD Chopin: Triumph in Vienna, da pianista Paula da Matta
Desta, produziu o CD Chopin: triumph in Vienna e, do penúltimo, o CD Paul Badura-Skoda live at Rio-92, sob os auspícios, respectivamente, do governo de Viena e do governo da Áustria. Na área literária, MARCOS DESSAUNE coorganizou com sua nonagenária avó Laurita Calmon Dessaune o seu primeiro livro intitulado Jair Dessaune: um exemplo, lançado pela Edufes para marcar os 50 anos da criação da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) pelo personagem biografado, que é seu avô.
Capa do livro Jair Dessaune: um exemplo

Diplomado em Business pela Indiana University Bloomington (EUA), de cujo reitor recebeu menção honrosa, MARCOS DESSAUNE aperfeiçoou-se em Qualidade de Atendimento ao Cliente na Disney University (EUA) e na Fundação Getúlio Vargas (RJ).
Marcos Dessaune com o pianista de jazz Oscar Peterson, em 1987, após show no Morumbi/SP, num piano Bösendorfer Imperial

Graduado em Direito pela Universidade Estácio de Sá, da qual depois recebeu o "Prêmio Estácio Destaque 2012" por sua atuação profissional, MARCOS DESSAUNE foi ativista da defesa do consumidor desde a entrada em vigor do Código de Defesa do Consumidor, em 1991. A partir de então, tornou-se personagem constante de matérias e de entrevistas em programas de televisão como "Fantástico", "Programa do Jô" (TV Globo), "Jô Soares Onze e Meia" (SBT), "Sem Censura" (TVE e TV Brasil), "Jornal das Dez" (GloboNews), "Economia & Negócios com Fátima Turci" (RecordNews), "Iluminuras: encontro com autor", "Jornal da Justiça 1ª Edição", "Fórum" (TV Justiça), "ES TV 2ª Edição" (TV Gazeta), "PR TV Foz do Iguaçu" (RPC TV), etc; em revistas como "Istoé", "Piauí", "Consumidor Moderno", "Visão Jurídica"; em jornais como "O Globo", "Jornal do Brasil" (Rio de Janeiro), "Valor Econômico" (São Paulo), "Estado de Minas" (Belo Horizonte), "O Povo" (Fortaleza), "A Tarde" (Salvador), "Tribuna do Norte" (Natal), "Gazeta do Povo" (Curitiba), "Diário de Pernambuco" (Recife), "A Tribuna", "A Gazeta" (Vitória); e nos portais "BOL Notícias", "InfoMoney", "OAB", entre outros.
Marcos Dessaune, em 2001, durante o estágio com os ombudsmen da Bélgica, Pierre-Yves Monette e Herman Wuyts

MARCOS DESSAUNE recebeu treinamento em mediação de conflitos no gabinete do Ombudsman Federal da Bélgica e na Provedoria de Justiça de Portugal, bem como idealizou e manteve, durante 10 anos, o primeiro website brasileiro dedicado à mediação de conflitos de consumo, o superconsumidor.com, cuja marca era a sua charge de "superconsumidor" feita pelo cartunista Chico Caruso.
Marcos Dessaune, em 2001, durante o estágio com o Provedor de Justiça de Portugal, H.Nascimento Rodrigues

Em 2009, MARCOS DESSAUNE lançou, pela Editora Fundo de Cultura, o seu segundo livro com as divertidas e educativas Histórias de um Superconsumidor, o qual recebeu grande destaque na mídia nacional. Num discreto apêndice desse livro, MARCOS DESSAUNE apresentou pela primeira vez o seu Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2007), obra pioneira do gênero que ele começou a escrever no ano de 2005, concatenando e sistematizando conhecimentos de seis áreas do saber sobre Atendimento ao Cliente.
Marcos Dessaune entre os escritores José Augusto Carvalho e João Baptista Herkenhoff, em 2009, no lançamento de seu segundo livro
O "CAC 2007" foi prefaciado pelo jurista e escritor humanista João Baptista Herkenhoff, que afirmou: "A transcendência deste livro, pequeno porém denso, decorre da perspectiva em que Marcos Dessaune coloca as relações de consumo. (...) Este Código de Atendimento ao Consumidor é um texto pedagógico, de conscientização política e adesão voluntária, destinado a contribuir para a transformação das mentalidades nas relações de consumo e na convivência social. Trata-se de obra absolutamente pioneira, que honra a brilhantíssima inteligência e criatividade do seu autor. Será extremamente útil ao avanço da cidadania e do sentimento coletivo de valorização das pessoas (...) Merece realce o posicionamento do autor quando percebe que os problemas do Direito do Consumidor não se esgotam nem se resolvem na área estrita da chamada Ciência do Direito. (...) Este livro é uma celebração, convoca-nos a que façamos uma roda em volta da mesa. Nessa mesa, todas as mulheres e todos os homens terão direito ao consumo prazeroso, respeitoso e fraterno dos bens da Terra Mãe."
Marcos Dessaune entre os escritores José Augusto Carvalho e João Baptista Herkenhoff, em 2011, no lançamento de seu terceiro livro
O escritor, gramático e professor José Augusto Carvalho, referindo-se às Histórias de um Superconsumidor, disse que "o livro, realmente, presta imenso serviço aos consumidores, entre os quais me incluo compulsoriamente. O grande mérito [dele] é a linguagem despretensiosa, livre de termos difíceis, de leitura acessível e inteligível pelo mais leigo dos leitores. (...) O livro agrada porque é bom, é bem escrito, é importante, é interessante, e tem alcance universal."
Capa do livro Histórias de um Superconsumidor, lançado em 2009 pela Editora Fundo de Cultura

Em 2011, MARCOS DESSAUNE lançou, pela Editora Revista dos Tribunais - Thomson Reuters, o seu terceiro livro com a inovadora Teoria do Desvio Produtivo do Consumidor: o prejuízo do tempo desperdiçado, livro que também trouxe a nova versão do seu Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2011). A obra foi prefaciada pela Professora Claudia Lima Marques e apresentada pelo Professor João Baptista Herkenhoff.
Capa da 1ª edição do livro Desvio Produtivo do Consumidor, lançado em 2011 pela Editora RT

Das 17 páginas do substancioso prefácio de Claudia Lima Marques, destaca-se: "Tema inédito e de absoluta verdade intuitiva, é tratado pelo autor com maestria, engenhosidade e o seu tradicional bom humor. (...) Nesse contexto perigoso de 'menosprezo' pelo pequeno (grande!) dano do outro, a obra de Marcos Dessaune é como um vento fresco, que renova o ambiente e obriga um olhar diferenciado: sim, há um dano social nesse repetir incontável de pequenos danos impunes e 'negativamente exemplares' ou, como afirma o autor, um desvio produtivo - relevante econômica, social e juridicamente - no desperdício evitável de tempo dos consumidores. (...) Tenho certeza de que esta útil e surpreendente obra de Marcos Dessaune inaugurará um novo olhar sobre o tema. É um olhar necessário que focaliza o vulnerável, comparável com a obra de François Ost sobre o tempo, que renovou o pensamento francês quanto à divisão dos ônus do passar do tempo".
Marcos Dessaune com sua prefaciadora Claudia Lima Marques, durante evento da Editora RT em S.Paulo

Da apresentação de João Baptista Herkenhoff, extrai-se: "A tese desenvolvida pelo autor - de que o cidadão vem sofrendo no mercado de consumo brasileiro um novo e significativo dano, que não é material nem moral, mas sim 'temporal' - é um tremendo insight de Marcos Dessaune! Mas só depois que uma ideia como essa brota é que a gente fica a pensar: por que não brotou antes? A História nos mostra que muitas criações do espírito humano têm esse perfil de ideias que estavam latentes, à espera de um sopro criador. (...) Quando terminei a leitura eu estava encantado, maravilhado com a grandiosidade do livro. Profetizo que será um sucesso, e que se inscreverá entre as maiores obras do pensamento jurídico brasileiro de todos os tempos!"
Capa da 2ª edição revista e ampliada do livro Desvio Produtivo do Consumidor, lançado em 2017 pelo autor

Depois de cinco anos do lançamento da 1ª edição do livro, de quatro anos dedicados ao aprofundamento do tema, de 200 páginas acrescidas às 150 originais e de um crescente número de decisões dos tribunais brasileiros aplicando a Teoria, em julho de 2017 MARCOS DESSAUNE lançou a 2ª edição revista e ampliada da sua tese inovadora, agora intitulada Teoria aprofundada do Desvio Produtivo do Consumidor: o prejuízo do tempo desperdiçado e da vida alterada. O livro também trouxe, na segunda parte, a nova versão do seu Código de Atendimento ao Consumidor (CAC 2017). A "Teoria do Desvio Produtivo do Consumidor", que atualmente é citada em mais de 2.000 decisões colegiadas de 20 tribunais estaduais, está transformando a jurisprudência brasileira, enquanto o "CAC 2017", que estabelece um novo padrão global de atendimento e de experiência do cliente, está sendo preparado para publicação internacional.

Além de escrever, MARCOS DESSAUNE atua como consultor, palestrante, mediador e advogado na área de Relações de Consumo, sendo ex-diretor e membro colaborador do Instituto Brasilcon.